ūüĆ° ONDA DE CALOR: Temperaturas altas e risco de temporais com rajadas de vento e granizo, alerta Defesa Civil/SC

 

Alerta de clima severo

 

A partir desta segunda-feira (18),¬†uma regi√£o de alta press√£o atmosf√©rica, associada ao intenso transporte de calor do norte do pa√≠s, favorece o desenvolvimento de uma¬†onda de calor em Santa Catarina, com temperaturas que devem ultrapassar os 30¬įC durante as tardes em grande parte do estado.

A partir da¬†quinta-feira (21), as m√°ximas ficam entre 32 e 35¬įC na maior parte do estado, podendo se aproximar dos 38¬įC no Extremo Oeste. O pico do calor deve ocorrer nas tardes de s√°bado e domingo (23 e 24), quando as temperaturas ultrapassam os 35¬įC em praticamente todas as regi√Ķes. No Oeste, Norte e pontos do litoral, as m√°ximas podem se aproximar dos 40¬įC.

O risco é MODERADO nas áreas em amarelo para ocorrências associadas ao calor intenso, como desidratação e agravamento de doenças cardiorrespiratórias e aumento no risco de queimadas.

Nesta¬†ter√ßa-feira (19)¬†h√° condi√ß√Ķes para temporais no per√≠odo da tarde em Santa Catarina, em especial nas √°reas entre os Planaltos, Alto Vale do Itaja√≠ e √°reas litor√Ęneas, em especial na Serra do Mar. Os temporais podem vir acompanhados de intensas rajadas de vento e eventual queda de granizo. Entre o final da tarde e in√≠cio da noite a chuva pode ser intensa, com acumulados elevados em curto per√≠odo de tempo.

Risco MODERADO nas áreas em amarelo para ocorrências como destelhamentos, danos na rede elétrica, quedas de árvores, alagamentos e enxurradas pontuais. Risco BAIXO nas áreas em verde do mapa.

Onda de calor é a maior já registrada no centro da América do Sul; entenda | ND Mais

Brasil enfrentar√° onda de calor excepcional nos pr√≥ximos dias com temperaturas de 40¬ļC a 45¬ļC e risco √† vida

As temperaturas previstas para esta semana e a pr√≥xima dever√£o superar significativamente as m√©dias hist√≥ricas de temperatura m√°xima em todas as cinco regi√Ķes do pa√≠s, com o potencial de quebrar recordes tanto para o m√™s de setembro quanto recordes absolutos.

Uma massa de ar extremamente quente está prestes a cobrir o Brasil, e embora o calor já esteja presente no Centro-Oeste e no Sul do país no início desta semana, espera-se que a segunda metade da semana traga temperaturas ainda mais elevadas, alcançando níveis atípicos mesmo para o mês de setembro. Esta situação representa um alto risco devido à severidade do calor esperado, exigindo uma atenção especial das autoridades.

V√°rios estados brasileiros enfrentar√£o um calor intenso a extremo, com temperaturas atingindo ou superando os 40¬ļC. Os estados afetados incluem Paran√°, Mato Grosso do Sul, S√£o Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goi√°s, Distrito Federal, Rond√īnia, Amazonas, Par√°, Tocantins, Bahia, Piau√≠ e Maranh√£o. A situa√ß√£o mais cr√≠tica √© esperada no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, onde a maioria das cidades poder√° registrar temperaturas acima dos 40¬ļC, com m√°ximas extremas especialmente na regi√£o do Pantanal e arredores. Algumas √°reas podem at√© atingir marcas excepcionais entre 43¬ļC e 45¬ļC.

O epicentro dessa onda de calor estar√° localizado entre o Paraguai, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, criando uma esp√©cie de “domo de calor”. Esse fen√īmeno atmosf√©rico √© conhecido como “bolha de calor” e ocorre quando √°reas de alta press√£o permanecem estacion√°rias, comprimindo o ar no solo e elevando drasticamente as temperaturas. A previs√£o √© de que essa bolha de calor se intensifique entre o final desta semana e o in√≠cio da pr√≥xima.

Essa onda de calor n√£o apenas representa um desconforto extremo, mas tamb√©m apresenta riscos √† sa√ļde e √† vida da popula√ß√£o, especialmente para idosos e pessoas com condi√ß√Ķes m√©dicas preexistentes. O calor extremo pode ser mortal, e √© importante que as pessoas tomem medidas de precau√ß√£o, como manter-se hidratadas, usar roupas leves, evitar ficar em carros estacionados sob o sol e estar cientes dos sintomas de insola√ß√£o, como n√°useas, v√īmitos e confus√£o mental.

A situação é tão crítica que até mesmo recordes históricos de temperatura podem ser quebrados durante esse evento de calor extremo. São Paulo, por exemplo, pode registrar temperaturas que desafiam os recordes não apenas para setembro, mas também para toda a série histórica de registros climáticos.

√Č importante destacar que eventos de calor extremo como esse est√£o se tornando mais frequentes devido √†s mudan√ßas clim√°ticas globais. √Č fundamental que as autoridades e a popula√ß√£o estejam preparadas para lidar com esses desafios cada vez mais graves relacionados ao clima. A seguran√ßa e o bem-estar da popula√ß√£o devem ser a prioridade m√°xima durante essa onda de calor excepcional.

O que é uma onda de calor?

Uma¬†onda de calor¬†√© um per√≠odo de temperaturas excessivamente altas que est√£o ocorrendo cada vez mais devido ao desmatamento e √†¬†polui√ß√£o¬†nas grandes cidades, diz a Universidade Nacional Aut√īnoma do M√©xico (UNAM), em um comunicado de¬† junho de 2023.

Durante essas ondas, as temperaturas tendem a permanecer altas por vários dias consecutivos. O calor intenso, de acordo com a universidade mexicana, pode durar mais de três dias e gerar perda de água por evaporação.

Em casos mais graves, h√° cidades em outros locais do mundo que podem ultrapassar os 50¬įC.

Como se proteger durante uma onda de calor

A Unam afirma que temperaturas acima de 40¬įC podem ser arriscadas para a¬†sa√ļde¬†e o bem-estar das pessoas. Por isso, nessas situa√ß√Ķes extremas, s√£o recomendados alguns cuidados. Entre eles:

  1. Evitar o contato direto com o sol entre as 11 e 16 horas;
  2. Usar roupas de cor clara e confort√°veis;
  3. Não fazer atividades físicas cansativas sob o sol;
  4. Cuidar da hidratação e ter sempre uma garrafinha de água à mão, mesmo em casa;
  5. Dar preferência a  alimentos frescos, frutas e verduras;
  6. Ficar em locais com sombras;
  7. Aplicar protetor solar no rosto, braços, pernas e em demais áreas expostas do corpo;
  8. Usar óculos escuros, bonés e chapéus;
  9. Manter ambientes domésticos e de trabalho bem ventilados ou climatizados;
  10. Em veículos sem ar-condicionado, deixar as janelas abertas.

Quais s√£o os efeitos de uma onda de calor sobre a sa√ļde?

O aumento da temperatura pode ter efeitos prejudiciais √† sa√ļde humana, como insola√ß√£o, desmaios, desidrata√ß√£o e doen√ßas de¬†pele. Tamb√©m pode afetar o funcionamento do corpo e levar √† insola√ß√£o.

O estresse por calor é um aumento repentino da temperatura corporal devido à exposição prolongada a altas temperaturas. Os sinais de alerta mais comuns são: vermelhidão da pele, suor excessivo, falta de ar, sensação de tontura e confusão, explica a Unam.

A universidade reforça ainda que é importante dar atenção redobrada aos grupos mais vulneráveis às ondas de calor: crianças, idosos e animais de estimação.

Fonte: Defesa Civil de Santa Catarina/Brasil 247/National Geographic



Deixe um coment√°rio