0:00
0:00

Suspeito de matar e jogar corpo de mulher em córrego em Papanduva é preso

Participe de nossa COMUNIDADE NO WHATSAPP e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

A Polícia Civil chegou ao suspeito de ter matado Alessandra Urbainski, de 37 anos, por causa do saco plástico usado para cobrir o corpo dela. A vítima foi encontrada em um córrego em Papanduva, no Norte catarinense, na quarta-feira (12). A embalagem já havia sido vista na casa do suspeito, que é o companheiro de Alessandra.

O homem foi preso na noite de quinta (13), informou o delegado responsável pelo caso, Cassiano Tiburski. A vítima morreu após sofrer um golpe de faca no tórax. O crime é investigado como feminicídio. Em depoimento à polícia, o suspeito negou o crime.

O delegado explicou como a polícia chegou ao homem. “É um conjunto de indícios, principalmente prova testemunhal”, resumiu. O córrego no qual a vítima foi encontrada passa nos fundos da casa dela e do suspeito.

“O corpo já estava mais adiante desse córrego. Havia um plástico, que seria uma embalagem de colchão novo. Essa embalagem foi vista na casa do suspeito e a vítima estava próxima dessa embalagem, com sinais de que a vítima, antes de a chuva aumentar, de ser arrastada pela água, que a vítima estava embrulhada nesse plástico”, afirmou o delegado.

A polícia aguarda resultados do trabalho da perícia para conseguir mais informações.

Depoimento do suspeito
Após a prisão do suspeito, ele prestou depoimento ao inquérito, ajudado por um advogado. “Em suma, ele negou os fatos”, afirmou o delegado. Segundo Tiburski, o homem afirmou que só soube da morte da companheira pela polícia.

Vítima e suspeito viviam em uma união estável há seis anos. Após ser preso, o homem foi encaminhado ao Presídio de Mafra, também Norte catarinense.

A investigação é feita pela Divisão de Investigação Criminal de Mafra, com apoio da delegacia de Papanduva.

Segundo a Polícia Civil, o caso veio à tona quando um morador percebeu o saco plástico no córrego e, ao se aproximar, viu que um pé estava à mostra. A mulher, que era moradora de São Bento do Sul, estava vestida apenas com uma camiseta e roupas íntimas quando foi encontrada no bairro Pereiras.

Bombeiros foram chamados para ajudar na retirada do corpo, já que a vítima estava em local de difícil acesso.

Fonte/Papanduva Notícias/G1sc

///////////////////////////////////////// banner aqui /////////////////////////////////////

Deixe um comentário

 

Sugestão de Pauta