0:00
0:00
domingo, 14 de agosto de 2022

Câmara cria Grupo de Trabalho para monitorar Brasil na Copa e pode enviar até 11 deputados ao Catar

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados aprovou por votação simbólica a criação de um Grupo de Trabalho com a missão de acompanhar os preparativos da Seleção para a Copa do Mundo do Qatar-2020. Presidente da comissão, o delegado Pablo (União-AM) leu o ato, oficializou a criação do grupo e deliberou que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) seja informada sobre a decisão.

Um time de até 11 deputados, com direito a 11 suplentes, vai monitorar convocações, treinos, amistosos e as partidas do Brasil a distância e/ou presencialmente. Caso haja necessidade de deslocamento ao Rio, por exemplo, ou até mesmo ao Catar, os gastos dos interessados em compor o grupo devem ser custeados pelos deputados com as respectivas verbas de gabinete. A receita mensal para o funcionamento da Comissão do Esporte é de R$ 10 mil (R$ 120 mil ao ano) e não contempla o pagamento de despesas com passagens aéreas, hospedagem, alimentação e diárias, por exemplo.

A Copa do Mundo será disputada de 21 de novembro a 18 de dezembro.Os comandados de Tite foram sorteados no Grupo G. Os adversários na primeira fase são Sérvia (24/11), Suíça (28/11) e Camarões (2/12). Se avançar, o que acontece sempre desde a edição de 1970, enfrentará Portugal, Uruguai, Gana ou Coreia do Sul nas oitavas de final.  A Seleção não é eliminada na primeira fase do torneio desde a campanha de 1966, na Inglaterra.

Como publicou o Blog Drible de Corpo na quarta-feira, o requerimento partiu do deputado José Rocha (União-BA). Ele foi um dos 13 parlamentares presentes na sessão que aprovou o pedido. antes da aprovação, ele apresentou os mesmos argumentos usados na justificativa protocolar entregue à comissão fundamentando a criação do Grupo de Trabalho.

“O futebol brasileiro vive uma conjuntura delicada no cenário mundial: desde a conquista do pentacampeonato em 2002, o Brasil não chega a uma semifinal da Copa do Mundo. Exceção feita apenas na edição de 2014, em que fomos o país sede e fomos eliminados de forma vexatória pela Alemanha. Desde que conquistamos a Copa pela última vez, há exatos 20 anos, o Brasil não vence uma seleção europeia nas fases decisivas da competição”, diz.

O político cita, ainda, os efeitos colaterais causados pela abstinência. “A imagem da Seleção está em baixa e, por causa disso, o futebol brasileiro tem se afastado cada vez mais do público. Precisamos então recuperar esse esporte que, além da função social indiscutível que possui, é considerado paixão nacional”, reforça o deputado José Rocha.

No fim do requerimento, ele explicava a motivação para a criação da equipe. “A proposta desse Grupo de Trabalho é provocar discussões dentro deste colegiado e junto à Confederação Brasileira de Futebol, entidade máxima do futebol brasileiro, como parte de um conjunto de esforços para resgatar a imagem do Brasil como ‘o país do futebol’”.

Por fim, pediu apoio aos colegas engajados na Comissão do Esporte. “Nesse sentido, por tratar de tema constantemente demandado pela sociedade brasileira, conto com o apoio dos meus ilustres pares nesta Comissão para a aprovação deste requerimento”, encerra.

 

Por: Marcos Paulo Lima -Blog Drible de Corpo – Correio Brasiliense

 

Deixe um comentário

 

Sugestão de Pauta

 

Ops!!!

A reprodução do conteúdo publicado no Portal não está autorizada.

Para solicitar autorização, entre em contato com a redação:

[email protected]


Obrigado!