0:00
0:00
segunda, 27 de junho de 2022

Auxílio Brasil é pago nesta segunda a 1,8 milhão com NIS final 2

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

A parcela de junho do Auxílio Brasil é paga nesta segunda (20) para 1,8 milhão de beneficiários que têm NIS (Número de Inscrição Social) com final 2. Os pagamentos continuam até o dia 30, conforme calendário (veja abaixo) estabelecido pelo Ministério da Cidadania, órgão responsável por gerenciar o programa, que neste mês contempla 18,1 milhões de pessoas. As mesmas datas se aplicam ao pagamento do auxílio-gás, de R$ 53.

Dias dos pagamentos do Auxílio Brasil e do auxílio-gás em junho:
NIS 1 – 17/06
NIS 2 – 20/06
NIS 3 – 21/06
NIS 4 – 22/06
NIS 5 – 23/06
NIS 6 – 24/06
NIS 7 – 27/06
NIS 8 – 28/06
NIS 9 – 29/06
NIS 0 – 30/06

Neste mês, mais 50 mil pessoas foram incluídas no programa social, que garante um repasse mínimo de R$ 400 a cada beneficiário. O valor médio recebido pelas famílias é de R$ 402, pois, além do pagamento básico, há rendas complementares, de acordo com o perfil de cada grupo familiar, como a Bolsa Esporte Escolar, a Bolsa de Iniciação Científica e a Inclusão Produtiva Rural.

O investimento do governo em junho supera R$ 7,6 bilhões. O cidadão pode consultar informações sobre seu benefício, como a data do pagamento, o valor a receber e a composição das parcelas nos aplicativos Auxílio Brasil, desenvolvido especificamente para o programa social, ou Caixa Tem, que também permite o acompanhamento das contas do banco.

O Auxílio Brasil é, hoje, o maior programa de transferência de renda do país, voltado para pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social. Têm direito a ele as famílias que estão no CadÚnico (Cadastro Único) e não têm informações divergentes em outras bases de dados do governo federal. Também é preciso atender aos critérios de elegibilidade.

O principal critério é a renda mensal calculada por pessoa da família, a soma de quanto cada integrante ganha por mês, dividida pelo número de pessoas que moram na casa. Se a renda mensal por pessoa for de até R$ 105, é considerada situação de extrema pobreza, e a entrada no programa pode acontecer mesmo se a família não tiver crianças nem adolescentes.

No caso de a renda ficar entre R$ 105,01 e R$ 210 (situação de pobreza), a entrada no programa só ocorre se a família tiver, em sua composição, gestantes, crianças ou adolescentes. A seleção é feita de forma automática, a partir dos dados do CadÚnico, considerando a estimativa de pobreza, a quantidade de famílias atendidas em cada município e o limite orçamentário anual do Auxílio Brasil, por meio do Sibec (Sistema de Benefícios ao Cidadão).

Auxílio-gás

Têm direito a mais esse benefício 5,68 milhões de famílias que recebem o mínimo de R$ 400 do Auxílio Brasil. Pago a cada dois meses, o valor do auxílio-gás corresponde a 50% do preço nacional médio do botijão de 13 quilos, conforme o preço calculado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) nos últimos seis meses. Em junho, serão pagos R$ 53, conforme o calendário regular do Auxílio Brasil. Nesta segunda (20), recebe quem tem NIS com final 2.

O orçamento do auxílio-gás para 2022 é de R$ 1,9 bilhão. Para fazer parte do programa é preciso estar incluído no CadÚnico, ter renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo, e, pelo menos, um membro da família que receba o BPC (Benefício de Prestação Continuada). A mulher responsável pela família tem prioridade, assim como as mulheres que são vítimas de violência doméstica.

 

Portal R7

 

 

Deixe um comentário

 

Sugestão de Pauta