0:00
0:00
terça, 28 de junho de 2022

Presidente dos EUA sanciona lei que garante ajuda de US$ 40 bilhões à Ucrânia

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

CNN BRASIL


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sancionou o pacote de ajuda de US$ 40 bilhões à Ucrânia, segundo informações de um funcionário da Casa Branca à CNN.

O projeto de lei foi enviado para Seul, na Coreia do Sul, depois que o Senado o aprovou horas após Biden partir de Washington para viagem pela Ásia.

A notícia foi divulgada enquanto Biden participava de um jantar de Estado com o presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol. Ele assinou o pacote de ajuda fora das câmeras na manhã deste sábado (21).

Junto com o projeto, Biden também assinou outra proposta que busca melhorar o acesso a fórmulas infantis para famílias necessitadas.

O pacote para a Ucrânia fornece dinheiro para ajuda militar e humanitária, incluindo financiamento para ajudar as forças militares e de segurança nacional ucranianas, reabastecer os estoques de equipamentos dos Estados Unidos enviados ao país e fornecer assistência médica e de saúde pública aos refugiados ucranianos.

Um porta-voz do Conselho de Segurança Nacional havia adiantado à CNN que o projeto de lei estava a caminho da Coreia do Sul com um funcionário do governo que viajava para a região.

O conselheiro de segurança nacional Jake Sullivan falou sobre essa possibilidade na quinta-feira (19) a repórteres que viajam com a comitiva de Biden.

“O presidente pretende assinar o projeto de lei enquanto estiver na estrada para que possa entrar em vigor rapidamente. As modalidades disso estão sendo trabalhadas agora para que ele possa obter [o texto] e assinar. Não haverá uma lacuna por esse motivo”.

O projeto de lei também inclui um aumento no financiamento da autoridade presidencial, dos US$ 5 bilhões que o governo Biden solicitou originalmente para US$ 11 bilhões. O financiamento permite que o governo envie equipamentos militares e armas para a Ucrânia a partir dos estoques dos Estados Unidos.

A proposta fornece ainda US$ 6 bilhões em financiamento da Iniciativa de Assistência à Segurança da Ucrânia, outra maneira pela qual o governo Biden envia ajuda militar ao país.

O financiamento permite que o governo compre armas e depois as forneça para a Ucrânia e, como resultado, não retira equipamentos diretamente dos seus estoques.

De acordo com um boletim informativo do Partido Democrata na Câmara, o dinheiro ajudará as forças militares e de segurança nacional ucranianas e será destinado a armas, equipamentos, treinamento, logística e apoio de inteligência, além de outras necessidades.

Também há cerca de US$ 9 bilhões para ajudar a reabastecer equipamentos dos Estados Unidos que foram enviados para a Ucrânia – uma medida necessária após muitos legisladores levantarem preocupações sobre a substituição dos estoques de armas fornecidos à Ucrânia, especialmente mísseis stingers e javelin.

O projeto de lei prevê US$ 3,9 bilhões para as operações do Comando Europeu, que incluem “apoio à missão, apoio à inteligência, pagamento por dificuldades para tropas enviadas para a região e equipamentos, incluindo uma bateria Patriot”, de acordo com o boletim.

Desde o início da invasão russa, o Departamento de Defesa enviou mais tropas dos Estados Unidos para países do Leste Europeu para reforçar o apoio aos aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) perto da Ucrânia.

Para atender às necessidades humanitárias, o projeto inclui US$ 900 milhões para reforçar a assistência aos refugiados, incluindo moradia, apoio a traumas e instrução em inglês para ucranianos que fogem do país.

A medida fornece US$ 54 milhões adicionais para assistência médica e de saúde pública para refugiados ucranianos.

 

Fonte> CNN/Brasil

Deixe um comentário

 

Sugestão de Pauta