Geral

SC: MDB pode fechar com Moisés ao governo em 2022

Por  | 

Faltando menos de um ano das eleições gerais de 2022, o MDB, maior partido político de Santa Catarina, continua dividido e sem indicar quais serão os candidatos às majoritárias.

Neste momento, há uma forte tendência de vir a abraçar a candidatura à reeleição do governador Carlos Moisés, hoje sem partido.

Há vários fatos a indicar esta alternativa. Em primeiro lugar, a bancada na Assembleia Legislativa, principal respaldo politico do governador e que, majoritariamente apoia a reeleição.  Se algum instituto consultasse os prefeitos do MDB também teria como resposta que a maioria também preferindo Carlos Moisés. São os maiores beneficiários dos milhões e milhões transferidos pelo governo.

A última crise registrada no partido representou também um forte sinal desta possibilidade.  O senador Dário Berger, o deputado Celso Maldaner e o prefeito Antídio Lunelli tinham selado um pacto, em torno da candidatura a governador do prefeito de Jaraguá do Sul, a vice do presidente estadual e a reeleição do senador.

A contundente reação de Dário Berger criou um sério problema partidário, postergou entendimentos e definições e indicou que seu grupo também prefere a recondução do atual governador.

O cenário da disputa continua mais aberto do que nunca. Tudo pode acontecer. Em princípio, muitas lideranças aguardam a situação do presidente Bolsonaro.  Querem saber em que partido vai se filiar e como estará sua popularidade no primeiro semestre de 2022.

A CPI da Vergonha desmoralizou-se, a pandemia está no final e

estes dois fantasmas estão desaparecendo. Seu desafio estará na inflação e no comportamento da economia.

 

 

Por: Moacir Pereira/ND