Geral

ITUPORANGA: Falta de isolamento pode ser a principal causa para o aumento de casos ativos para a Covid 19 no municípío

Por  | 

A falta de isolamento de pessoas infectadas pode ser a principal causa para o aumento de casos ativos para a Covid 19 em Ituporanga. O município chegou a registrar na semana passada 136 casos ativos na sexta (13).

De acordo com a Secretária da Saúde Aline de Abreu Postais em duas industrias foram registrados surtos com maior quantidade de casos positivos e houve a recusa de atestados por parte das empresas para que os colaboradores infectados pudessem respeitar o isolamento. “Sabemos que é difícil dispensar os trabalhadores, porque as indústrias precisam continuar produzindo, porém, pedimos a compreensão porque essa é uma questão de saúde pública e acaba gerando um efeito dominó, outros funcionários acabam positivando e a família desses trabalhadores também”, explicou.

O aumento do número de casos positivos e ativos na Capital da Cebola chamou a atenção do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES). Na divulgação da nova matriz de risco que classificou o Alto Vale do Itajaí com potencial de risco alto para transmissão da Covid, o centro destacou Ituporanga, Witmarsun e Rio do Oeste, com números acima da média para no que diz respeito a quantidade de casos ativos.

A Secretaria de Saúde do município segue monitorando os casos e não descarta a presença da variante Delta na Capital da Cebola. “Estávamos registrando queda no número de casos positivos e tivemos um elevação muito rápida o que faz desconfiarmos de que podemos ter a nova variante circulante aqui no município também, já que em Rio do Sul, houve caso confirmado. Enviamos testes para o Lacen e estamos esperando o resultado”, comentou.

Outro dado que chama a atenção da equipe do Centro de Enfrentamento a Covid,são casos de infecção de pessoas já vacinadas. Dos 98 casos ativos hoje, 60 pessoas não tomaram a vacina ainda e 38 já tomaram pelo menos a primeira dose. “Sabemos que a vacina não evita com que as pessoas acabem sendo infectadas pelo coronavírus, mas, estamos vendo que quem está vacinado tem tido sintomas menos graves da doença”, explicou.

Para o prefeito Gervásio Maciel a orientação é continuar seguindo as orientações. “Devemos continuar seguindo as recomendações sanitárias, com uso de máscara, álcool em gel, evitar aglomerações e seguir se vacinando”, completou.

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação