Geral

ALTO VALE: Dnit anuncia recuperação de túnel em Rio do Sul

Por  | 

Após mais um acidente no túnel do bairro Fundo Canoas em Rio do Sul, que chegou a ficar interditado, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) anunciou que vai iniciar nos próximos dias a recuperação da estrutura que aguarda melhorias há vários anos e que é motivo de preocupação da comunidade. O local registra acidentes com frequência e duas pessoas já morreram atingidas por um veículo que despencou da BR-470.

O superintendente do Dnit, Cristhiano Zulianello, explica que as melhorias já estavam previstas desde 2020, mas que o contrato de manutenção da rodovia foi assinado somente há alguns dias. “Já estava previsto desde o ano passado no novo orçamento de manutenção da rodovia a recuperação do túnel, mas o contrato foi licitado só agora em agosto”, disse.

Ele comenta que o órgão fará a recuperação completa que inclui diversas melhorias como a recolocação das chapas metálicas, concretagem e a boca do túnel será refeita com a instalação de uma nova viga já que a que existe no local ficou pendurada no último acidente. “Vamos aterrar em cima do túnel também e quero substituir até o final do ano essa barreira metálica por uma de concreto armado do tipo New Jersey que é como aquelas instaladas na Estrada Blumenau. Isso para evitar que caso o caminhão venha a colidir ele capote por cima do túnel. A ideia é que essa barreira conduza ele adiante e não se despedace como a barreira metálica”, afirmou.

Outra medida prevista, segundo o Dnit é o reforço da sinalização tanto horizontal quanto vertical. “Quero colocar aquelas placas de 6,5,4,3,2,1 e colocar no chão aquelas faixas de estímulo a redução de velocidade que são faixas em relevo transversais ao pavimento que alertam o usuário que tem uma coisa diferente ali na frente”.

Para evitar novos danos ao túnel depois que as melhorias forem concluídas o superintendente do órgão ressalta que vai avaliar junto a Prefeitura de Rio do Sul a possibilidade de colocar na estrutura um limitador de altura. “Uma espécie de trave, um pórtico parecido com o que tem na ponte do Bairro Rainha para evitar novos danos ao túnel por veículos que estão passando por baixo dele. Essa é uma passagem para veículos de pequeno porte e não dá para ficar passando caminhão grande ali. A rota de veículos pesados é lá na rótula do Canoas e não por baixo do túnel”.

Christiano não informou o valor que será gasto para recuperação da estrutura. Disse apenas que a licitação para definir o vencedor do contrato de manutenção foi realizada na semana passada e que nos próximos dias deve ser homologado o resultado e assinado o contrato. “Tão logo seja assinada a ordem de serviço vamos providenciar que a empresa faça a encomenda das chapas já que são pouquíssimas fábricas que fazem no Brasil e o mais breve possível queremos reconstruir o túnel”, concluiu Zulianello.

Comunidade cobra mais planejamento

Jeferson Vieira mora próximo ao túnel e conta que desde a construção da estrutura nunca foi avaliado o crescimento da região e o fato de que esse é o principal acesso a vários bairros de Rio do Sul e estruturas importantes como a UPA e o Presídio Regional. “O túnel está obsoleto. Não é em função dos acidentes e a paralisação do trânsito que precisamos de melhorias. É preciso ampliar e melhorar os acessos então a comunidade aqui fica apreensiva em diversos momentos como ontem quando muitos tiveram que aguardar e outros tantos tiveram sua mobilidade reduzida. Na minha opinião precisa de uma reformulação, não só melhorias para reduzir a velocidade ou dificultar ainda mais a logística de transporte. O que existe sim é uma necessidade de planejamento que precisa ser a médio e longo prazo, não podemos depender unicamente do túnel que em épocas de cheias tem o acesso prejudicado ”, opina.

 

 

 

Por Helena Marquardt

Diário do Alto Vale