Geral

SC: Matriz de risco da Covid terá mudanças de critérios a partir deste sábado

Por  | 

O governo de Santa Catarina anunciou nesta quinta-feira (29) uma mudança nos critérios de construção da matriz de risco da Covid-19. São duas principais alterações. A primeira é a inclusão dos indicadores de vacinação como um dos critérios avaliados. A outra é uma nova leitura sobre os dados de ocupação de leitos de UTI, que leva em consideração a disponibilidade de vagas para cada 100 mil habitantes, e não mais o percentual de ocupação absoluto.

Nesta semana o tema foi analisado e aprovado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes). “[Essas mudanças] vão fazer com que os resultados sejam um pouquinho diferentes do que nós temos até aqui no indicativo de risco”, disse o governador Carlos Moisés da Silva.

A tendência é de que os novos critérios permitam uma melhora mais acelerada das avaliações de risco nas regiões. O modelo havia sido anunciado no início de julho pelo secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro. Durante esse período, o modelo passou por testes e simulações. Os novos critérios valem a partir deste sábado (31), quando sairá o novo mapa de risco.

Atualmente, a matriz de risco leva em consideração quatro itens: evento sentinela (que mede a variação de óbitos e o comportamento da pandemia), a transmissibilidade (que mede número de casos e potencial de infecção), monitoramento (que avalia a positividade dos testes para a doença), e a capacidade de atenção (que leva em conta a ocupação de leitos de UTI).

 

 

 

Rede Catarinense de Notícias