Geral

BRASIL: Saiba como vai funcionar o envio de mensagens da Caixa sobre o Auxílio Emergencial pelo WhatsApp

Por  | 

Uma parceria entre a Caixa Econômica Federal (CEF) e o aplicativo de mensagens WhatsApp vai permitir o envio de avisos aos beneficiários sobre o Auxílio Emergencial. Uma conta oficial da Caixa passará a enviar, já nos próximos dias, mensagens com informações relacionadas ao benefício.  De acordo com a CEF, está previsto o envio de aproximadamente 500 milhões de mensagens para os beneficiários. O Auxílio Emergencial foi criado no ano passado para atender quem teve a renda afetada pela pandemia. Neste ano, aproximadamente 39 milhões de famílias estão recebendo o benefício.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, detalha como vai funcionar o envio de mensagens pelo WhatsApp. “Quem vai receber é o cliente beneficiário do Auxílio Emergencial, que tem o celular cadastrado no Caixa Tem e vai receber as informações e comunicações do Auxílio. Como vai funcionar será, novamente, uma dinâmica: nós teremos todas as informações pelo auxilio.caixa.gov.br, no nosso site, mas tem, também, o aceite prévio com as mensagens, calendário de pagamento do crédito em poupança social digital e calendário de pagamentos com saque em dinheiro”, explica.

O diretor de políticas públicas para o WhatsApp no Brasil, Dario Durigan, explica que as mensagens serão enviadas de um perfil oficial da Caixa, e que é preciso atenção do usuário para não cair em golpes pelo aplicativo. “Em um momento tão delicado como este, é importante que os beneficiários sigam evitando as aglomerações e estejam bem informados sobre o auxílio. Por esta parceria entre Caixa e WhatsApp, que é inédita no mundo, a Caixa passa a enviar, de maneira gratuita, milhões de mensagens, como disse o presidente Pedro, para os beneficiários do Auxílio Emergencial por meio dessa conta, que é uma conta oficial e que ajuda a conter os golpes. Fiquem muito atentos ao recebimento dessas mensagens, de uma conta que é oficial da Caixa e não pede senha, não pede nenhum dado pessoal seu e te leva informação e benefício”, salienta.

O Auxílio Emergencial antecipou o pagamento da quarta e última parcela do benefício este ano. Tem direito ao auxílio pessoas desempregadas, microempreendedores individuais e beneficiários do Bolsa Família. O benefício de 2021 é de, em média, R$ 250 por parcela. Porém, a maior parte dos beneficiários recebe R$ 150 por morar só. As mães chefes de família sacam R$ 375 por prestação. O governo anunciou, recentemente, que estenderá o auxílio em mais três parcelas, mas até o momento não publicou oficialmente nenhuma medida viabilizando a nova etapa.

 

 

Por Luis Ricardo Machado

Rede de Notícias Regional /Brasília