Geral

MUNDO: Catarinense morre afogado na Itália ao tentar salvar os filhos em lago

Por  | 

Um catarinense morreu afogado enquanto tentava salvar os dois filhos em um lago na Itália. Natural de Joinville, no Norte de Santa Catarina, Felipe Thomazelli, de 31 anos, e os filhos de 8 e 11 anos brincavam no local quando as crianças começaram a se afogar. Um homem ajudou no regaste dos menores, mas não conseguiu auxiliar o pai. Felipe morreu na sexta-feira (25) e a cerimônia de cremação do corpo ocorreu na segunda-feira (28) no país europeu.

««« Receba as principais notícias de nosso portal pelo WhatsApp »»»

Segundo a cunhada de Felipe, Bianca Simões da Luz, após deixar a filha menor na escola, o pai e os dois filhos maiores foram até o Lago Maggiore, em Baveno, próximo da casa da família pela manhã. A mulher dele, mãe das crianças, estava no trabalho.

“O Felipe trabalhava à tarde, tinha levado a filhinha menor para escola e levou os outros, que já estão em férias de verão, para tomar um banho no lago, contou a cunhada.

Quando Felipe percebeu que os filhos estavam se afogando no lago, tentou ajudá-los e gritou solicitando auxílio. Um homem que passava pelo local retirou as crianças da água, mas quando voltou para ajudar, Felipe já havia desaparecido. O corpo dele foi encontrado horas depois.

“Como ele sabia nadar, ninguém sabe se ele passou mal com a situação do pavor, se entrou em pânico, se teve câimbra ou se foi puxado pela água. Ninguém sabe exatamente o que causou essa tragédia”, disse a tia das crianças e cunhada da vítima.

O corpo foi encontrado sem vida após duas horas de buscas a 14 metros de distância do local onde as crianças estavam se afogando. Felipe deixou a mulher e três filhos.

Felipe morava há três anos com a família em Stresa, no Norte da Itália. Segundo a familiar, o caso chocou a comunidade onde a família mora.

 

Informações Carolina Fernandes e Hassan Farias, G1 SC e NSC