Geral

Carlos Moisés critica auxílio concedido por Daniela Reinehr e estuda reformulação

Por  | 

De volta a principal cadeira do Executivo de Santa Catarina após ser absolvido em mais um processo de impeachment, o governador Carlos Moisés reuniu parte do seu secretariado e elencou algumas metas para a semana, dentre elas, o Auxílio Catarina.

A medida que foi uma das últimas assinaturas de Daniela Reinehr na condição de governadora em exercício, ainda na última quinta-feira (6), foi criticada pelo governador Carlos Moisés que promete reformular, se for o caso.

“Da forma como está, a medida exclui quem recebe algum tipo de auxílio do Governo Federal, o que no nosso entendimento reflete grande parte da população de Santa Catarina”, aponta Carlos Moisés.

Uma das condições do denominado Auxílio Catarina, medida que prevê o aporte total de R$ 600 a determinadas categorias de SC, sobretudo “vítimas” do ramo de eventos e entretenimentos, é justamente não ter participação e/ou vínculo com benefícios repassados pelo Governo Federal.

Conforme adiantado pela assessoria de imprensa do Executivo, técnicos da secretaria da Fazenda devem se reunir, nesta terça-feira (11), para iniciar “trabalhos de análise”, como destacou o chefe da pasta, secretário Paulo Eli.

É importante lembrar que uma das primeiras ações de Moisés, ainda na sexta-feira, mesmo dia que ocorreu o julgamento – e absolvição – do seu nome, foi exonerar escalão de Daniela Reinehr e nomear 14 novos integrantes.

Expediente de Carlos Moisés

O tema envolvendo o Auxílio Catarina foi a prioridade na manhã do sábado, no Centro Administrativo, após o retorno ao comando do Estado por parte de Carlos Moisés.

Durante a reunião, o governador determinou que os titulares de cada secretaria façam uma atualização do setor para resgatar projetos importantes, corrigir e aprimorar o que for necessário e acelerar entregas pelo estado. Ações de enfrentamento à pandemia, continuidade do plano de imunização e demais projetos também foram pautas da reunião.

“Temos um time empenhado e, reconhecidamente, responsável pelos bons resultados da gestão estadual. Vamos, agora, retomar com força total os projetos importantes e acelerar as entregas do governo à população. Neste momento, os secretários vão entender e se inteirar dos movimentos que ocorreram e, a partir das informações, tirar do papel obras e ações com a maior agilidade”, frisou o governador.

Carlos Moisés destacou, ainda, que a aproximação com os municípios será fortalecida. Para isso, uma das formas de atuação do Estado será por meio da transferência de recursos aos municípios para a realização de obras. Processo que, segundo o governador, também será intensificado.

 

 

 

 

ND+