Geral

Alto Vale do Itajaí volta para o nível alto do Mapa de Risco de covid-19 após três meses

Por  | 

A região do Alto Vale do Itajaí voltou para a classificação de risco Alto na nova atualização do Mapa de Risco do Governo do Estado, divulgado na manhã desta quinta-feira (15).

A última vez que a região havia registrado um nível tão baixo de risco de contágio pelo coronavírus foi em 30 de junho, há três meses e meio. Desde então, a classificação variou entre os níveis Grave e Gravíssimo. Rio do Sul, a principal cidade da região, está avaliando a situação e deve anunciar flexibilização das medidas restritivas ainda nesta quinta-feira (15).

A Amavi (Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí) também vai avaliar as possibilidades de mudanças para discutir a situação com os municípios.

Volta às aulas

Nas regiões que estão em nível Alto as aulas presenciais, por exemplo, estão permitidas. Porém, a situação ainda está sendo avaliada no Alto Vale do Itajaí. Nas demais regiões, apenas atividades de reforço pedagógico estão autorizadas.

No nível alto, também é permitida a lotação de templos religiosos em até 70%, provas de roupa em comércios e realização de congressos ou feiras com até 40% de público.

Evolução da região do Alto Vale do Itajaí:

  • 2/6 – Grave
  • 9/6 – Alto
  • 16/6 – Alto
  • 23/6 – Grave
  • 30/6 – Alto
  • 7/7 – Grave
  • 14/7 – Grave
  • 21/7 – Grave
  • 28/7 – Gravíssimo
  • 4/8 – Gravíssimo
  • 11/8 – Gravíssimo
  • 18/8 – Gravíssimo
  • 25/8 – Gravíssimo
  • 1/9 – Gravíssimo
  • 8/9 – Grave
  • 15/9 – Grave
  • 22/9 – Grave
  • 30/9 – Gravíssimo (nova matriz)
  • 7/10 – Grave
  • 15/10 – Alto

 

 

 

 

ND+