Política

Impeachment: Nova comissão elege Fabiano da Luz presidente e Cobalchini relator

Por  | 

A comissão especial do impeachment que avaliará o segundo pedido contra o governador Carlos Moisés da Silva e a vice Daniela Reinehr aprovou na manhã desta quinta-feira (24) os nomes de Fabiano da Luz (PT) para a presidência do colegiado, Ada de Luca (MDB) para vice-presidência, e Valdir Cobalchini (MDB) para a relatoria .

Paulinha (PDT) e Ana Caroline Campagnolo (PSL) se colocaram à disposição para a vice-relatoria, mas o relator garantiu que todos serão ouvidos e que buscará o consenso. Nenhuma das duas foram eleitas oficialmente e a decisão ficou para a próxima semana.

“Todos serão ouvidos nesta condução independente de como se encontram. A ideia é que o relatório represente o consenso”, disse Cobalchini. A próxima reunião está marcada para 6 de outubro.

Além dos nomes dos escolhidos, a comissão também prepara um plano de trabalho para os próximos dias. Segundo o rito do impeachment, o grupo terá até cinco sessões ordinárias do Parlamento para emitir um parecer pela aceitação, ou não, da denúncia. Independente da posição da comissão, o assunto vai a plenário para avaliação dos 40 deputados.

O segundo pedido de impeachment apresentou oito crimes de crimes de responsabilidades atribuídos a Moisés. No aceite da denúncia, a presidência da Alesc acatou apenas quatro deles, que envolvem a compra dos 200 respiradores da Veigamed, a tentativa de construção de um hospital de campanha de Itajaí, suposta omissão do governador em punir os responsáveis também no caso da Veigamed, e a suposta mentira à CPI dos respiradores.

Para Daniela, a denúncia cita omissão no caso dos respiradores.

Os nomes da comissão:

Ana Caroline Campagnolo (PSL)

Marcius Machado (PL)

Ada de Luca (MDB) – vice-presidente

Valdir Cobalchini (MDB) – relator

Kennedy Nunes (PSD)

Fabiano da Luz (PT) – presidente

Paulinha (PDT)

Sergio Motta (Republicanos)

Nazareno Martins (PSB)