0:00
0:00
terça, 28 de junho de 2022

Auxílio de R$ 600: cuidado com os aplicativos falsos na internet

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

Bastou o anúncio de que o cadastro para receber o benefício emergencial de R$ 600 poderia ser feito por meio de um aplicativo oficial da Caixa, que vários softwares maliciosos e falsos começaram a ser oferecidos.

O app foi desenvolvido pela Caixa Econômica Federal e está disponível para celulares com sistema operacional Android, do Google, e também para iOS, sistema operacional de aparelhos da Apple.

De acordo com o site ReclameAqui, o risco que os trabalhadores correm ao baixar um app falso, é ter senhas e dados pessoais roubados, usados depois por outras pessoas para cometer crimes como golpes, usando dados de terceiros.

A maior diferença entre os falsos aplicativos e a versão oficial da Caixa está no ícone do app. Além disso, o nome do app falso é “Auxílio Emergencial”, e o do verdadeiro é “Caixa | Auxílio Emergencial”.

Outro item a observar é que o aplicativo oficial tem em sua tela de apresentação o passo a passo para a solicitação do apoio financeiro.

Por fim, é importante observar que o logo abaixo do nome do aplicativo, aparece o nome de quem desenvolveu. No caso do app oficial, ele é desenvolvido pela Caixa Econômica Federal.

Mais de 18 milhões já se cadastraram

A Caixa informou que, até as 21h desta terça-feira (7), 18,3 milhões de brasileiros finalizaram o cadastro no aplicativo correto. Desse contingente, 38% optaram por receber os recursos na poupança digital. São brasileiros que não têm conta bancária ou preferiram não utilizar as existentes.

No caso dos depósitos feitos na poupança digital, ainda não será possível sacar os valores em espécie, apenas fazer transações digitais. Um calendário de saques ainda está em elaboração pelo governo.

Ainda segundo a Caixa, foram registrados 93,9 milhões de acessos ao site. Também foram feitas 780 mil ligações à Central 111 para informações e consultas.

 

Aplicativo oficial do Auxílio Emergencial é da Caixa Econômica Federal – Foto: Reprodução/Play Store

Como instalar o aplicativo

Quem estiver usando celulares de qualquer marca, exceto iPhone, deve fazer a busca pelo aplicativo “Caixa|Auxílio Emergencial” na Play Store. É importante conferir se existe a indicação de ser um aplicativo da Caixa Econômica Federal, pois existem apps não oficiais. Clique aqui para baixar a versão correta.

Assim que o download for concluído, abra o aplicativo na área de trabalho do celular para começar o cadastro. O primeiro passo é clicar no botão laranja “realizar sua adesão”.

Em seguida, o aplicativo irá exibir uma série de condições que você precisa se enquadrar para ter direito ao auxílio emergencial: como ter mais de 18 anos, não ter emprego formal e ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou, no total, de até três salários mínimos (R$ 3.135,00). Confira as condições aqui.

No final da tela, toque nos dois quadradinhos brancos para declarar que leu as condições e autorizar o acesso aos dados pessoais. Em seguida, toque no botão laranja “tenho os requisitos, quero continuar”.

Faça o seu cadastro

O próximo passo é preencher um cadastro com nome completo, CPF, data de nascimento e nome da mãe. Depois clique no botão laranja “continuar”. Será necessário também informar o número de celular para o envio de um código de verificação. Inclua o número da linha e a operadora e toque no botão “continuar”.

A tela seguinte será para incluir os dados de todos os membros da família que possuem CPF e moram com você. Por último, indique como você gostaria de receber o auxílio emergencial: em uma conta existente ou abrir uma conta. Use o mesmo aplicativo para acompanhar a solicitação.

Os usuários de iPhone pode buscar pelo aplicativo na App Store e seguir os mesmo passos para realizar a solicitação do auxílio.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a central telefônica 111.

O benefício será repassado por três meses e será pago em dobro para mulheres chefes de família (R$ 1,2 mil). Segundo estimativas oficiais, serão pagos R$ 98 bilhões no período a aproximadamente 54 milhões de pessoas beneficiadas.

 

 

 

Com informações do Portal R7.

 

Sugestão de Pauta