0:00
0:00
terça, 28 de junho de 2022

Confira um balanço do Covid-19 pelo mundo nesta terça-feira (24)

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

Terça-feira, 24 – Covid-19 (novo coronavírus) pelo mundo

O surto global da Covid-19 tem se acelerado nos últimos dias, chegando a 334.981 casos confirmados e às 14.652 mortes já relatadas à Organização Mundial da Saúde (OMS) até agora (dia 24).

O site da OMS, que tende a mostrar contagens defasadas dos países, mostrou que ontem (23), ocorreu, de longe, o maior aumento diário de infecções desde que as transmissões começarem, em dezembro de 2019, com mais de 40 mil casos novos.

 

Estados Unidos da América podem se tornar novo epicentro do vírus

De acordo com a OMS, os Estados Unidos têm potencial para se tornarem o novo epicentro da pandemia de coronavírus devido a uma “aceleração muito grande” de infecções no país.

O vírus respiratório altamente contagioso já infectou mais de 42 mil pessoas nos EUA, levando mais governadores a seguirem o exemplo de estados que estão ordenando que os cidadãos fiquem em casa.

Nas últimas 24 horas, 85% dos casos novos de todo o mundo surgiram na Europa e nos EUA, disse a porta-voz da OMS, Margaret Harris, aos repórteres. Destes, 40% foram dos EUA.

 

Índia impõe confinamento aos seus 1,3 bilhão de habitantes

O primeiro-ministro da Índia, NarendraModi, decretou nesta terça-feira (24) o maior confinamento da história, ordenando que todos os 1,3 bilhão de habitantes do país fiquem em casa pelas próximas três semanas.

A medida é uma tentativa de conter a disseminação do coronavírus no país, o segundo mais populoso do mundo.

O governo já tinha proibido voos e viagens de trens e ordenado o fechamento do comércio e das escolas, mas a população ainda estava livre para sair de casa antes do anúncio desta terça.

Diferentemente do que ocorreu em outros países, Modi indicou que não haverá nenhum tipo de exceção – para profissionais de saúde ou para quem precisa comprar comida, por exemplo. Ele disse apenas que o governo e entidades da sociedade civis vão ajudar quem precisar, mas sem oferecer detalhes.

A medida passa a valer a partir de meia-noite desta quarta (25, tarde de terça no Brasil).

Até o momento, a Índia teve 519 casos confirmados de coronavírus e dez mortes, segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.

 

Itália volta a registrar aumento no número de mortes pela Covid-19

A Itália voltou a registrar mais de 700 mortes por Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, em um dia. Nesta terça-feira (24), o país contabilizou 743 mortes, elevando o número de vítimas para 6.820.

A região da Lombardia, no norte do país, foi a que mais teve mortes nas últimas 24 horas. O balanço oficial do governo italiano fala em 400 mortes. A região foi a primeira a ter casos comunitários de coronavírus na Itália e já acumulou mais de 4 mil mortes.

Na segunda (23), o país apresentou uma ligeira melhora nos números de mortos e de novos infectados, mas a situação ainda é grave. O pico de mortes até o momento foi registrado no sábado (21), foram 793 registros, segundo as autoridades de saúde da Itália.

 

Disparam os casos na Espanha

A Espanha relatou seu maior aumento diário de casos de coronavírus nesta terça-feira, as infecções entre agentes de saúde cresceram e carros funerários começaram a chegar à pista de gelo de Madri, transformada às pressas em um necrotério improvisado.

O Ministério da Saúde comunicou cerca de 6.600 casos novos e 500 mortes de madrugada. Com quase 40 mil casos e 2.696 mortes, a Espanha é o país mais atingido da Europa depois da Itália.

Cerca de 14% de todas as infecções afetam agentes de saúde, o que o chefe de emergências de saúde Fernando Simon atribuiu à disponibilidade limitada de equipamentos de proteção e a vários surtos inicias do vírus em hospitais.

Ele também alertou que a pressão sobre as unidades de tratamento intensivo continuará depois que a transmissão do vírus entre a população geral tiver atingido um pico.

Ecoando estas preocupações, o sindicato de enfermeiras Satse pediu conjuntos de exames e medidas drásticas para ajudar a amparar os hospitais de Madri, que disse estarem “à beira do colapso”.

Na segunda-feira, autoridades da capital espanhola concordaram em transformar o Palácio do Gelo, que abriga uma pista de patinação de tamanho olímpico, em um necrotério.

Os militares desinfetaram 179 casas de repouso no mesmo dia e planejavam limpar outras 96 nesta terça-feira, disseram autoridades.

A Procuradoria iniciou uma investigação depois que a ministra da Defesa, Margarita Robles, disse que o Exército encontrou corpos abandonados em casas de repouso. Ela não disse o que causou as mortes.

 

Chineses começam a sair do confinamento

Berço da pandemia da Covid-19, a província de Hubei se prepara para sair da quarentena. A partir de quarta-feira (25), os moradores da região já poderão circular livremente, segundo decisão anunciada pelas autoridades chinesas.

No entanto, os habitantes de Wuhan, cidade onde foi detectado o novo coronavírus e que desde janeiro está sob confinamento, devem esperar até o dia 8 de abril para poderem sair normalmente às ruas.

O governo chinês estabeleceu que para circular nas ruas, os moradores deverão apresentar um código QR (código de barras bidimensional)”verde” em seus telefones celulares. Enviado pelas autoridades, o código atesta que a pessoa não é portadora do novo coronavírus.

Nas últimas semanas, o número de novas contaminações na província de Hubei foi consideravelmente reduzido. Muitos habitantes já retomaram a rotina de trabalho e os transportes públicos voltam a funcionar progressivamente.

Na terça-feira, a China contabilizou 78 novos casos da Covid-19, mas quase que exclusivamente identificados em pessoas vindas do exterior.

Deixe um comentário

 

Sugestão de Pauta