0:00
0:00
segunda, 27 de junho de 2022

Sobe para 21 o número de casos de coronavírus em SC e governo anuncia novas restrições

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

O número de casos do novo coronavírus em Santa Catarina triplicou em três dias e aumentou para 21, segundo o governo. No início da noite desta quinta-feira (19), foram anunciadas mais medidas de restrição no estado, que já decretou situação de emergência: a proibição de permanência de pessoas em espaços públicos como praças, parques e praias, e da entrada e circulação de ônibus de passageiros e de fretamento, seja interestadual ou internacional. No Brasil, são 621 casos confirmados de Covid-19 e sete mortes.

Os números atualizados e as informações sobre um novo decreto de emergência, modificando o anterior, foram divulgados durante coletiva online dada pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), e o secretário de estado da Saúde, Helton Zeferino. O estado está em situação de transmissão comunitária, quando não é possível saber a origem do contágio.

Os números atualizados e as informações sobre um novo decreto de emergência, modificando o anterior, foram divulgados durante coletiva online dada pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), e o secretário de estado da Saúde, Helton Zeferino. O estado está em situação de transmissão comunitária, quando não é possível saber a origem do contágio.

 

“É praticamente fechar divisas com estados vizinhos e também fronteiras com os outros países”, destacou Moisés. “E praças, parques, são locais de passagem e da permanência, no caso, enquanto estiver situação de emergência”, explicou o governador, que destacou que já há limitações nesse sentido determinadas pelos municípios.

 

A maior parte dos casos de coronavírus está em Florianópolis. Entre eles estão o de uma mulher grávida, de 34 anos, que esteve em São Paulo, o de um homem estrangeiro de 50 anos que estava em férias na capital catarinense, e o de uma mulher de 44 anos que fez viagem para Fortaleza (CE). Um dos pacientes diagnosticados na capital está internado numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI), informou a prefeitura.

O estado investiga outros 273 casos em todas as regiões do estado. Os diagnósticos da doença ocorreram nas seguintes cidades:

-Florianópolis – 6 casos;

-Balneário Camboriú – 4 casos;

-Braço do Norte – 4 casos;

-Rancho Queimado – 3 casos;

-Joinville – 2 casos;

-Tubarão – 2 casos;

-São José – 1 caso.

“Se a gente fizer contas, vai perceber que a evolução dessa doença, da infecção por vírus, é muito rápida. Praticamente triplicamos os casos notificados. E a gente imagina que os não notificados ou que a gente não tenha registros, possa ser maior. Sem contar as pessoas que não sabem que são portadoras”, disse Moisés. “E a história nos mostra que 10% precisam de tratamento intensivo”, acrescentou.

 

G1/SC

 

Sugestão de Pauta