0:00
0:00
quarta, 30 de novembro de 2022

Orkut voltou? Fã recria rede social em versões para web e aplicativo

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

O Orkut foi lançado em janeiro de 2004 e não demorou muito para conquistar o Brasil. O sucesso foi tanto que, mesmo após sua morte decretada em setembro de 2014, ainda há órfãos do site. Um deles, inclusive, resolveu acabar com esse sofrimento e recriar a rede social em todo seu esplendor. Ela já está disponível na versão web e em aplicativo para Android.

Com design e usabilidade idênticos, para fazer parte do Orkut é simples. Basta acessá-lo e criar uma conta clicando em “Entrar Já”. O passo a passo é bem parecido com o oferecido pela antiga rede social. Você deverá colocar e-mail, senha, data de nascimento, nome, sobrenome, sexo e país. Informações adicionais são opcionais.

Assim que o perfil for criado, você já pode usar os recursos que fizeram o Orkut tão popular. Entre eles: participar de comunidades (as clássicas Eu Odeio Acordar Cedo e Queria sorvete, mas era feijão já estão por lá), enviar depoimentos e começar novas amizades.

O problema é que a rede social está cheia de bugs. Não é possível subir fotos nos álbuns e interagir com o menu inferior, por exemplo. Vale destacar também que, como ela não é oficial e não tem o Google por trás, há a questão de proteção de dados. Não dá para saber o que está sendo feito com as informações adicionadas. Então, vale tomar cuidado.

Na galeria, o 33Giga selecionou algumas das comunidades mais engraçadas e originais que estiveram disponíveis no Orkut – e que você pode procurar na cópia. Confira:

1 / 21
 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

 - Créditos: Reprodução/33Giga/ND

– Créditos: Reprodução/33Giga/ND

Por: BIANCA BELLUCCI, AGÊNCIA ENTRE ASPAS

 

 

Sugestão de Pauta