0:00
0:00
terça, 28 de junho de 2022

Chuva causa alagamentos e cidades decretam situação de emergência em Santa Catarina

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatApp.

A chuva na tarde desta quinta-feira (6) causou alagamentos em cidades do Vale do Itajaí, Litoral Norte e Norte catarinense, além de deixar pessoas e carros ilhados. Segundo a Defesa Civil, pelo menos dez cidades são monitoradas por causa do risco de deslizamentos. Houve queda de árvores e casas foram atingidas pelas enchentes. Pelo menos três prefeituras – de Ilhota, Garuva e Guaramirim – decretaram situação de emergência. Ninguém ficou ferido.

Conforme a Defesa Civil, somente em Ilhota, choveu 194 milímetros nas últimas 24 horas e a prefeitura decretou situação de emergência durante a tarde. Em Penha, o volume de chuva foi de 115 mm. Nas duas cidades, a média para o mês todo fica entre 190 e 200 mm.

Itajaí

Segundo a Defesa Civil de Itajaí, as inundações ocorreram em curto espaço de tempo e o volume de chuva foi maior do que a capacidade do sistema de drenagem. Em alguns pontos, a água chegou na altura da cintura das pessoas e invadiu casas em pelo menos cinco bairros. Carros ficaram praticamente submersos.

Um dos pontos críticos foi registrado na Avenida Osvaldo Reis, que liga Itajaí e Balneário Camboriú. A via chegou a ficar interditada.

Os bairros Fazenda, Praia Brava, Espinheiros, Portal 1 e Santa Regina foram mais atingidos, segundo o órgão. A queda de uma árvore causou prejuízos materiais para uma família do bairro São Roque. Equipes foram mobilizadas nos atendimentos.

A chuva começou por volta das 10h30 no município, mas ficou mais intensa à tarde, com volume registrado 60 milímetros até as 14h40, conforme a Defesa Civil.

Balneário Camboriú

Segundo a Defesa Civil de Balneário Camboriú, nas últimas 6 horas choveu 83,72 milímetros. Os pontos de alagamentos são na Rua Palestina e avenidas das Flores, Santa Catarina, Alvin Bauer, Martin Luther, Atlântica com a Avenida Brasil, Rua Palestina, entre outras vias.

Ilhota e Garuva

Em Ilhota, a precipitação de chuva acumulada em 24 horas foi de 187 milímetros. Mais de 1200 casas de nove bairros foram afetadas pelos alagamentos, segundo a Defesa Civil municipal, e há risco de deslizamento. “Tivemos prejuízos enormes, obras que foram iniciadas e foram todas interrompidas, e todas estragadas, e assim por diante “, disse o prefeito Érico de Oliveira.

De acordo com boletim divulgado às 14h do monitoramento da Defesa Civil Estadual, em Garuva, onde choveu 284 milímetros nos últimos três dias, também há risco de deslizamento e a prefeitura pretende decretar situação de emergência.

Também foram registrados transtornos por causa do temporal Barra Velha, Penha e São Francisco do Sul. Em Blumenau, a chuva também causou transtornos durante a manhã, mas a água escoou poucos momentos depois da chuva.

G1 SC

Deixe um comentário

 

Sugestão de Pauta